Em mais um ano que finaliza e no novo ano que se inicia reside o momento certo para se fazerem ajustes, mudanças e alterações positivas e começar ou recomeçar com a sensação de que algo de novo nos espera.

Aproveite este início de ano para reflectir um pouco sobre a vida que construiu, sobre os sonhos que ainda não realizou, sobre tudo aquilo que aguarda por si. A nossa capacidade criadora é ilimitada e inicia-se no poder que a mente possui de idealizar, de conceber mentalmente uma nova realidade que pela acção edificamos.

 

Este é o momento certo para construir algo de novo, para fazer novos projectos, para lançar a si próprio novos desafios que lhe tragam entusiasmo e alegria de viver.

 

No novo ano deixe o passado para trás

Na passagem do ano, no tradicional momento em que fazemos a contagem decrescente, pense em largar tudo aquilo que o aprisiona. Deixe ficar no passado tudo aquilo que lhe causa dor ou sofrimento. Perdoe a todos quanto o magoaram e perdoe-se a próprio por, em determinados momentos, não ter sido capaz de fazer melhor. Deixe, definitivamente, que as memórias desagradáveis se esfumem num tempo que não voltará nunca mais. Liberte tudo aquilo que lhe pesa, que lhe causa ressentimento, abrindo espaço para uma energia totalmente renovada, dulcíssima, que lhe trará uma nova maneira de viver a vida, repleta de entusiasmo e alegria.

Com o passado no passado, impulsione o presente vendo-se a concretizar os sonhos ainda por realizar. O futuro depende da forma como constrói agora uma nova realidade dentro de si e a projecta na sua vida através da acção. Deixe para trás um passado que já não lhe serve e use o momento presente para criar um futuro melhor.

Dedique alguns momentos imaginando que este vai ser um excelente ano para si. Veja-se feliz, a fazer aquilo de que gosta, com as pessoas que ama. Imagine um ano de novas conquistas de novas compreensões, de muita criatividade; um ano novo repleto de doces aprendizagens. Imagine que, por mais dificuldades que encontre, elas serão ultrapassadas com leveza, que a vida o conduzirá para um caminho de cada vez mais abundância e realização em que se sentirá cada vez melhor.

Celebre esse momento de transição com alegria, dançando, por exemplo. Movimentar o corpo ao som da música e/ou cantar é uma excelente forma de começar o ano, elevando a energia, aumentando a boa disposição, o que o ajudará a libertar-se de tudo o que já não interessa.

 

Faça um brinde à vida

Faça um brinde à vida, sabendo que será conduzido para a concretização de todos os seus sonhos, no momento certo e da melhor maneira possível. Terá apenas de não se afastar nunca desse seu novo ideal e confiar em absoluto. Depois, disponibilize-se interiormente para aquilo que a vida lhe pedir e aja com convicção, determinado a mudar a sua vida para melhor. Lembre-se sempre de ter uma acção correcta, que a ninguém prejudique. Você é capaz e vem apetrechado com tudo aquilo que necessita para manifestar os seus sonhos, que são também os sonhos do plano maior da criação.

Quando se for deitar, pense que uma nova etapa se está a criar para si e que você está receptivo às novas potencialidades que se irão apresentar.

No primeiro dia do ano, para continuar a manter pensamentos positivos, de acolhimento ao novo ano que o aguarda, inicie um caderno onde irá descrever a nova realidade em que deseja viver a partir de agora, com todos os seus sonhos, objectivos e metas, com tudo aquilo que deseja melhorar, modificar ou renovar. Aborde todas as áreas, não descurando nenhuma (saúde e beleza, cuidados físicos, realização profissional, passatempos, viagens a realizar, relacionamentos familiares, amorosos ou de amizade).

 

Programe o novo ano

Programe o novo ano, estabelecendo planos diários, semanais ou mensais, de acordo com a sua disponibilidade e certifique-se que os cumpre. Não caia na tentação de propor fazer algo que sabe não poder cumprir, isso irá desencorajá-lo. Por exemplo, se precisa de emagrecer, decida que vai andar a pé, durante pelo menos 30min, 2 vezes por semana. Quando estiver a cumprir o seu objectivo, pode aumentar o número de vezes semanais e/ou o tempo que lhe dedica e partir para outro tipo de cuidados. Congratule-se por estar a cumprir aquilo que se propõe. É preferível começar devagar e ir alargando o campo de acção, cumprindo sempre as suas metas.

Pequenos passos praticados com regularidade levá-lo-ão mais longe e irão dar-lhe confiança no processo. Seja persistente e dedicado. Nada se consegue sem acção e disciplina. Entregue-se ao seu novo projecto de vida de corpo e alma.

O leitor é o criador da sua vida e pode fazer dela uma magnífica obra de arte. Dentro de si existem inúmeras potencialidades e este é o momento de as começar a manifestar.

 

Escolha aquilo que o torna verdadeiramente feliz

Ao descrever pormenorizadamente cada uma das situações desejadas inclua-se nessa descrição. Veja-se na situação desejada, sendo, fazendo ou interagindo com os seus objectivos. Sinta as emoções que essa idealização mental lhe causa. Se, eventualmente não forem positivas, reformule o cenário mental que está a criar, até que se sinta totalmente entusiasmado e confiante. Ao libertar na sua mente essa energia positiva, fruto das imagens que está a construir mentalmente e a reforçar, escrevendo ou desenhando no seu caderno, irá atrair para si o cenário que idealiza, no momento certo e da melhor maneira possível. Confie e não se esqueça de agir. Vivemos num mundo físico onde a acção tem de acompanhar a idealização.

Continue a estabelecer objectivos e metas para concretizar todos os seus sonhos, porém escolha aquilo que o torna verdadeiramente feliz, não o que os outros dizem ou querem que você faça. Dentro de si existe uma voz que sabe o que verdadeiramente deseja. Escute-a e siga-a.

Ao longo do ano, visite várias vezes esse seu ‘Caderno 2015’ e veja se está a cumprir aquilo que se propôs ou se são necessários ajustes. Empreenda-os.

Os seus sonhos são desejos da alma que veio aqui para alcançar. Não desista nunca deles, siga em frente com confiança. Você é capaz!

Desejo-lhe um excelente ano.

Artigo publicado na Zen Energy Nº72 (edição de Janeiro de 2015)