O Céu estrelado sempre guiou a Humanidade

Desde sempre o espírito humano olha para o Céu, tentando desvendar os mistérios do Universo e o sentido ‘disto tudo’.

Somos todos únicos e parece que os astros tiveram bastante influência no momento do nosso nascimento para que isso nos defina em grande medida a personalidade e o comportamento.

A astrologia está entre as primeiras aprendizagens humanas, antes da escrita, e uma prova disso é que os registos dos seus estudos podem ser encontrados em ruínas de quase todas as civilizações antigas, desde a Grécia, a Babilónia, da China até Roma. Para os Antigos, o Céu era sagrado.

Dupla5

Os movimentos celestes foram os primeiros ciclos percebidos pelo Homem e, portanto, responsáveis pela organização dessas sociedades antigas. Na Antiguidade, conhecer o Céu e os seus ciclos era fundamental para compreender melhor o que acontecia na Terra. Assim, a Astrologia surge justamente para compreender os eventos coletivos, políticos e económicos, e tudo o que influenciava a sociedade, o que incluía saber o destino dos reis e rainhas.

Dupla6A astrologia individual pessoal era apenas para os reis e nobres que tinham dinheiro. A astrologia aplicada aos indivíduos é muito mais recente, pois surge junto com a psicologia a partir do séc. XX. Especialmente pela influência de Carl Gustav Jung, ela passa a ser umas das formas de se buscar sentido nas ações humanas. A partir daí surge uma preocupação maior com o ser humano e o autoconhecimento. A astrologia passa, assim, a focar menos o que vai acontecer e mais as qualidades, pontos fortes e fracos e a perceção da personalidade das pessoas, aconselhando, orientando e revelando a psique mais profunda do indivíduo.

Hoje, nas consultas astrológicas, apesar da vontade de saber o futuro que muitos ainda têm, o foco principal é o autoconhecimento, conhecer os seus potenciais, talentos, medos, desejos e recursos, para se tornar uma pessoa melhor e ser bem-sucedido em todas as áreas da vida.

Muita gente considera o astrólogo como uma espécie de vidente, desconsiderando que as suas análises e previsões dependem de cálculos precisos e técnicas específicas sofisticadas e bastante complicadas.Dupla3

Tal como a astrologia, a numerologia é uma ciência holística muito antiga, que existe, segundo historiadores, há mais de 3 mil anos e que estuda o nome e a data de nascimento de uma pessoa, mas não só. Era ensinada na Grécia antiga há 700 anos atrás, de acordo com os conceitos do filósofo e matemático grego Pitágoras – que acreditava que os números tinham uma função na criação e surgimento de tudo. De uma forma geral, os números representam a ordem, a harmonia e a perfeição universal.

Como para a astrologia, o objetivo da numerologia é o crescimento pessoal humano em todos os seus potenciais. Para a numerologia, o nome recebido ao nascer funciona como um código que traduz a identidade, a personalidade, o propósito de vida, as impulsões, as dificuldades enfrentadas pela pessoa ao longo da vida.

Dupla4Através destas duas ferramentas, a astrologia e a numerologia, que decidimos reunir nesta 2ª edição da nossa revista, conseguirá conhecer-se melhor, desvendar a sua verdadeira expressão, para melhor conhecer as suas capacidades e encarar as suas limitações, medos e inseguranças, com o objetivo de valorizar mais a própria vida e aumentar a autoestima, obtendo estabilidade emocional e mental.

 

Quero encomendar!

Dupla1Dupla2