Hoje quero falar de crenças! sobre as verdades que fazemos valer como alicerces da nossa vida e a pessoa que somos. Quero falar daquilo que acredito determinar a forma como caminhamos e os caminhos que escolhemos.

ão estou a falar do
que nos move. Isso, para mim, será algo que nos motiva  e inspira. Do que eu quero falar é do que nos guia e que, acredito, nos condiciona (para o bem e para o mal).

A verdade é que, como filtros que são, estas crenças e verdades estão de tal modo enraizadas em nós que nos fazem dirigir o olhar de uma forma (positiva e negativa para o mundo), criando a perspetiva com que habitualmente escolhemos viver  e ver. Penso que é com base nestas crenças e valores que criámos aquela grande frase “Eu sou assim!”.

Incrível como, aparentemente, uma frase tão pequenina – e apesar de um potencial tão redutor – carrega tanto poder. Parece-me que o primeiro passo na compreensão deste tema passa por identificar o modo como as crenças estão presentes na nossa vida de uma forma tão natural, que não conseguimos vê-las enquanto escolha (que na realidade são!). A verdade é que estamos pré-formatados para reagir ao mundo, em vez de observar e responder a cada situação como única e nova!

Assim, ao adquirirmos consciência destas crenças e ao observar o modo como nos potenciam ou bloqueiam, será possível, agora que aceitámos a sua presença, decidir se pretendemos mantê-las ou trocá-las; identificar se nos fazem ganhar ou perder algo.

Com que cores quer pintar o seu mundo?

Depois desta primeira etapa, e após a tomada de consciência dos padrões que seguimos, também nos apercebemos de como o mundo é o que é, sem preto- branco ou arco-íris; de como tudo acontece da maneira que acontece, sem ser bom nem mau, sem sombras ou purpurinas.

Compreendemos que temos sido nós, com os nossos filtros, que temos pintado a nossa tela com as cores que temos disponíveis
(a cada momento) na nossa maquete.

Umas vezes mais capazes e disponíveis, outras vezes mais limitados e sisudos. Nesse mesmo momento, ganhamos a perceção de como a tela é tão semelhante para todos, embora sejam as cores com que cada um de nós se atreve a pintar que nos faz considerar determinada situação mais atrativa e inspiradora ou mais tristonha e negra.

A verdadeira questão não está em pintar sempre a cores, mas sim perceber que todas as cores estão disponíveis e que é possível escolher o filtro e os tons que nos ficam melhor, que nos agradam mais a nós e ao público que nos rodeia.

Por fim, começa a acontecer algo superpoderoso: criamos filtros novos que nos potenciam. Isto acontece quando deixamos para trás as tintas que não nos favorecem e criamos novas cores. Arriscamo-nos  a experimentar algo diferente, a mudar de perspetiva, a trocar o lugar de sempre por um lugar diferente (não tem de ser melhor nem pior, só diferente!).

Entregue-se de  alma e coração

Consegue ver como tudo isto se trata de uma responsabilidade de criação de algo  à sua medida? Percebe agora o impacto que cada seleção de cores pode ter na sua vida?

Compreende que não se trata de um positivismo desmedido e irresponsável, mas que está só relacionado com a mudança de posição, com a troca de perspetiva?

Engraçado como há quem viva à sombra  e à luz numa mesma tela, não é?

Sair da sombra e ver como o Sol brilha  é só uma opção. Nada é estático. Também as crenças mudam (e devem mudar), para que se adaptem às nossas necessidades. As cores que tem à sua disposição não são um fardo; são oportunidades para criar algo diferente.

Os novos filtros que vão surgindo não são armadilhas ou estratégias para lhe dificultar a vida: são novas alavancas para o colocar no caminho da sua melhor versão. Não precisamos de contar ou justificar ao mundo que tinta escolhemos. Precisamos somente de nos sentirmos bem na tela, estar confortáveis  e o mais felizes possível no desenho.

A vida é uma obra de arte. Assegure-se de que escolhe as melhores cores para a sua tela. Envolva-se neste projeto com alegria
e desfrute. Mas desfrute mesmo!

De coração, acredito em si e quero mesmo que seja um artista feliz.

Joana Meira

Enfermeira, Lifecoach, Practioner de Programação Neurolinguística

www.pickadream.pt

https://www.instagram.com/pickadream.joanameira

919 203 738