Quem nunca sonhou em ser jovem para sempre? Sabia que alimentação pode contribuir significativamente para uma juventude que se sente por dentro e se reflecte por fora?

 

A verdade é que cada vez mais cedo começam as preocupações com a estética, com a beleza e com a juventude. Quer seja homem ou mulher, o ser humano preocupa-se de uma forma geral com a sua aparência, com o estado da sua pele e, em última instância, com as chegadas das primeiras rugas.

 

Juventude por dentro e por fora

Sem dúvida que, hoje em dia, os benefícios de uma alimentação saudável e equilibrada na manutenção da saúde e do peso ideal são indiscutíveis. A boa notícia é que a correcta escolha dos alimentos é também uma excelente ferramenta para deter os efeitos do tempo e garantir uma aparência mais jovem.

Chamada de alimentação contra as rugas ou anti-aging, esta é uma nova linha da nutrição em estética que tem sido cada vez mais estudada e quem a segue garante sentir a juventude por dentro e por fora.

Trata-se de uma dieta onde imperam os alimentos vegetais, ricos em fitonutrientes, vitaminas e minerais, com forte poder antioxidante, ácidos gordos essenciais (ómega 3 e ómega 6), proteínas de alto valor biológico e onde a hidratação não pode em tempo algum ser esquecida.

 

O que deve conter a dieta anti-aging

A juntar aos anos que efectivamente passam, temos também o factor stress, que, hoje em dia, comanda as nossas vidas. O stress a que estamos constantemente sujeitos acarreta implicações e lesões celulares que conduzem ao envelhecimento precoce dos nossos tecidos e órgãos. Associado simultaneamente a uma baixa de energia, a pele baça, o cabelo quebradiço e as unhas frágeis são apenas manifestações externas daquilo que se passa no nosso organismo de uma forma generalizada. Para conseguir dar resposta ao stress oxidativo a que as células estão expostas, é fundamental termos a certeza que a alimentação é o veículo de tudo o que o corpo precisa para ‘contra-atacar’ os efeitos dos radicais livres. Assim sendo, a dieta anti-aging deve conter:

 

  • Frutos vermelhos e bagas
    Como mirtilos, açaí, framboesas e morangos, são óptimos aliados de uma pele jovem. Pode introduzi-los ao pequeno-almoço, lanches ou mesmo como forma de colorir o seu prato principal, adicionando-os às saladas ou como forma de acompanhamento.

 

  • Sementes oleaginosas
    As sementes oleaginosas, como as sementes de sésamo, linhaça, girassol, abóbora ou de chia são ricas em fibra, ácidos gordos essenciais e vitamina E, sendo por este motivo um ingrediente a valorizar neste tipo de dietas. Pode utilizar em vez dos tradicionais cereais e adicioná-las no iogurte ou polvilhar na sopa ou nas habituais saladas.

 

  • Frutos secos
    Os frutos secos, como as nozes, amêndoas, avelãs ou outras, como caju ou castanha do Brasil, aconselhadas sem sal e com a sua pele, são extremamente energéticas, ricas em minerais e gorduras de boa qualidade nutricional que ajudam a manter a estrutura dos tecidos, assim como, a manter níveis de colesterol sanguíneo.
    Podem constituir um excelente snack a acompanhar uma peça de fruta no lanche da tarde antes da actividade física.

 

  • Cenoura, beterraba, pimentos vermelhos… uma palete de cores variadas
    Um prato colorido é a imagem de marca de uma dieta anti-aging. A palete de cores dos alimentos reflecte a sua variedade e a sua complementaridade. Quanto mais colorido for o seu prato mais antienvelhecimento ele será. Aposte em pigmentos fortes e em alimentos ricos em vitamina C.
    A vitamina C participa na produção de colagénio. Sendo que esta proteína é a responsável, em conjunto com a elastina, pela elasticidade e firmeza dos tecidos, devendo por este motivo investir em alimentos como o quivi, couve galega, brócolos, pimento vermelho, papaia ou os citrinos.

 

  • Cereais integrais
    Em vez dos tradicionais pratos de massa ou o excesso de batata ou arroz na dieta anti aging as escolhas recaem nos cereais integrais, fonte de fibra e mais ricos em minerais e vitaminas quando comparados com os anteriores. Estes cereais pela sua composição apresentam uma absorção mais lenta, o que permite adicionalmente manter a saciedade durante mais tempo. É habitual juntar às refeições principais alimentos, como quinoa branca ou vermelha, batata-doce, amaranto, trigo-sarraceno ou arroz integral.

 

Estes são alguns exemplos de ingredientes chave que precisa de ter na sua dieta para ter a certeza que atrasa ao máximo os efeitos do passar dos anos. Mas, mais do que saber o que deve adicionar, saiba também que alguns alimentos são desaconselhados para o consumo regular, deixando alguns apenas para dias pontuais. Portanto, se pretende manter o ritmo e não estragar o papel dos alimentos anti-rugas evite:

 

… e o que deve evitar

  • Alimentos ricos em gorduras saturadas;
  • Excesso de sal;
  • Cereais refinados;
  • Enchidos e fumados;
  • A adição de açúcar aos alimentos e às bebidas;
  • Alimentos processados;
  • Corantes, conservantes e adoçantes artificiais;
  • Álcool;
  • Leite de vaca.

 

Já tem a teoria, agora só precisa de passar à prática. E para que não fique à espera que lhe surja na mente a primeira receita, deixo para inspiração um sumo antioxidante que poderá incluir ao seu pequeno-almoço, sim porque de manhã é que começa o seu dia anti-rugas!

 

Sumo anti-rugas

¼ Beterraba

Sumo de 2 laranjas

½ Papaia

1 Cenoura crua

2 Floretes de brócolos

¼ Pepino

200ml de Água de coco

1 c. sopa de Sementes de chia