Diariamente, quando acorda de manhã e se prepara para levantar e iniciar o seu dia, qual a primeira sensação/reacção que tem? O que sente? Qual o primeiro comportamento?

Sente-se bem, é muito bom acordar, confortante, gratificante por mais um lindo dia a presenteá-lo? Ou algo menos confortável, uma preguiça, uma vontade de não se levantar o resto do dia, um desejo de que não se quer levantar para ir trabalhar ou estudar?

Qual das duas sensações acontecem com mais frequência na sua vida?

 

Vamos fazer agora uma comparação rápida para iniciarmos o caminho para dentro de si.

 

Exercício

Primeiro, pense num dia qualquer da sua vida onde acordou maravilhosamente, muito bem-disposto, disposto a fazer o que tinha programado para o seu dia (mesmo que tenha sido numa viagem ou férias), com um sorriso na cara e uma vontade de ir logo fazer o que tinha para fazer.

Como foi esse dia, agradável? Descreva-o agora para si mesmo, com todos os detalhes que se lembrar, incluindo as sensações e os pensamentos agradáveis que teve. Pense também o que fez quando algo não fluiu exactamente como pensou e como solucionou a situação.

Pensou? Sentiu?

Coloque todas estas sensações, pensamentos e ideias que teve na sua mão direita e feche-a por uns instantes.

Agora, pense num dia qualquer, onde acordou sem nenhuma disposição, com vontade de ficar na cama, sem vontade de ir trabalhar ou estudar.

Como foi esse dia, desagradável? Descreva-o agora para si com todos os detalhes que se lembrar, incluindo as sensações e os pensamentos que sentiu e do que se lembra. Pense também como resolveu cada obstáculo que teve no seu dia. Pense se o obstáculo era tão grande assim do lado de fora ou era muito mais uma criação da sua mente e do seu lado de dentro.

Pensou? Sentiu?

Coloque todas as sensações, pensamentos e ideias que teve na sua mão esquerda e feche-a por um instante.

Agora, coloque as duas mãos na frente do seu corpo, abra-as e olhe-as. Na mão direita está o seu dia extremamente agradável e na esquerda o dia desagradável. Compare as duas situações. Quais foram as diferenças principais? Anote tudo o que vier. Detalhe tudo com pormenores.

Use mais tempo para, Aqui e Agora, Hoje. Faça esta reflexão tranquila e continuemos a caminhar juntos para dentro. O caminho, a felicidade é HOJE!

VIVA HOJE, sem adiar a sua Felicidade!

 

O efeito que pode ter na sua vida

O que aconteceria se levasse a sua forma de pensar no dia agradável (que está representado na sua mão direita) para a situação da mão esquerda?

Imagine que agora está com o pensamento exactamente como estava no dia agradável que escolheu e colocou na mão direita. Leve, agora, a sua forma de pensar nesse dia, a sua paciência, a sua forma de ver as coisas positivamente para o dia da mão esquerda.

Quando faz esta troca e leva esta forma de pensar para o dia desagradável (representado na mão esquerda), o ‘peso’ desse dia diminui? As situações e a ‘carga’ já não ficam tão pesadas quanto pareciam? Experimente esta proposta no seu dia-a-dia. E escreva como foi, como se sentiu. Quais as transformações, positivas?

Se fez isto pela primeira vez, o efeito poderá ainda ser pequeno, mas imagine-se a praticar isto todos os dias em que não acordar bem. Qual o tamanho do efeito que pode ter na sua vida?

Porque acontece isto?

 

Ter controlo sobre as reacções, vícios e comportamentos

Nós não temos controlo sobre a maior parte das coisas que nos acontecem, mas podemos ter sobre todas as reacções, vícios, comportamentos, boicotes diários que escolhemos. Quando analisa estes dois dias, a carga positiva ou negativa que colocou em cada um foi devido ao que aconteceu? A maior parte da carga não foi gerada pelas suas reacções diferentes em cada um destes dias?

Esta é a escolha fundamental que precisa ter, ser e fazer todos os dias: vou deixar o que tenho para fazer, dominar o meu dia ou escolho assumir a responsabilidade pelas minhas acções e reacções?

Diariamente, escolho e faço de cada dia, um dia de muita alegria, crescimento com experiências novas, mesmo que os mesmos me tragam situações difíceis.

E você, como escolhe acordar a partir de hoje? Como escolhe ser e sentir-se todos os dias?

Sabe que merece o melhor!

Se começar a escolher e praticar as suas escolhas diariamente, em menos tempo do que imagina, será a sua escolha. A sua vida reflectirá a experiência maravilhosa que merece.

 

*Nas edições anteriores da Zen, a autora faz referência às Chaves 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8.

 

Artigo publicado na Zen Energy Nº76 (edição de Maio de 2015)