É daquelas pessoas que tem dificuldade em largar o passado?

Sabia que isso o prejudica a muitos níveis? Aprenda a ir em frente.

 

Ir em frente na nossa vida nem sempre é fácil, porque ficamos agarrados a uma situação que nos evoca memórias boas, ou por outro lado, insistimos em mantermos uma relação/situação que apesar de não ser positiva, lutamos para que se mantenha e dure.

No fundo, somos contraditórios, porque podemos querer prolongar situações positivas e negativas. As primeiras, porque nos fazem bem, e as segundas, porque nos fazem ficar na zona de conforto.

 

Porque é tão difícil avançar e viver no presente

Para podermos avançar e construir novos objetivos de vida, temos que deixar para trás tudo aquilo que foi vivido e sentido. Estas vivências deverão ficar encaixadas e devidamente resolvidas, para que não nos prejudiquem no nosso desenvolvimento futuro.

No entanto, por vezes, temos extrema dificuldade em ir em frente, porque gostamos de alguém ou estamos presos emocionalmente a uma situação. Nesses momentos, não conseguimos tomar decisões e não nos libertamos do que já passou, vivendo na nostalgia do passado e na recordação do que perdemos. Ou seja, estamos bloqueados numa fase da nossa vida e não conseguimos passar para o ciclo seguinte, muitas vezes por causa de feridas emocionais abertas e que ainda não sararam.

É, neste momento, que é necessário fechar este ciclo de vida e ir em frente sem medo. Há que aprender a viver o presente e desfrutar de tudo o que temos direito.

 

Mude de crenças e valorize o positivo

Muitas vezes, efetuamos mudanças importantes na nossa vida, mas depois de atingirmos o objetivo pretendido, esquecemo-nos de algo muito importante: de reforçar o nosso desempenho. Facilmente esquecemos tudo aquilo que fizemos de positivo e somente ligamos ao negativo.

E, por outro lado, perante as situações de vida, interpretamos quer o nosso desempenho, quer a situação, de forma negativa. É aqui que reside uma das maiores dificuldades para conseguirmos deixar o passado para trás e viver no presente.

Há que reinterpretar tudo aquilo que de negativo nos aconteceu e que nos está a impedir de crescer e de sermos felizes, seja uma situação, seja um relacionamento pessoal. Se estes, de forma lógica não contribuírem para a nossa felicidade atual e não puderem ser modificados de forma alguma, deverão ser deixados de lado e abandonados. Não nos trazem nenhum bem-estar e não nos fortalecem, porque só contribuem para baixar a nossa autoestima e nos fragilizar.

Aprenda a valorizar a pessoa maravilhosa que é, modifique características suas, evolua e deixe fluir todo o seu processo de crescimento pessoal. Mas, para isto ocorrer, terá que abandonar tudo aquilo que o impede de evoluir, sejam situações ou pessoas.

 

(Continua…)

Leia este artigo na íntegra, na Zen Energy Nº89 (edição de junho de 2016), já nas bancas.