Quando alguém se cruza no nosso caminho não é por acaso…

Sempre ouvi dizer que quando alguém se cruza no nosso caminho seja de que maneira for, nada é por acaso! Não acredito muito em coincidências da vida.

Reencontrei um amigo passados 20 anos, através do Facebook. Ele encontrava-se numa missão no Afeganistão, e começámos a falar. Sem darmos por isso, já se tinha tornado um hábito estarmos a trocar mensagens e a conversar. Foi curioso, porque comecei a sentir algo estranho… sentia uma certa ligação com o meu amigo, que mesmo não estando presente fisicamente, o sentia… Começou a fazer parte do meu pensamento… sentia que não era normal, pois era uma pessoa que nunca me tinha dito nada, mas que de repente comecei a sentir uma química brutal. Sempre fui ‘senhora do meu nariz’, e achava que tudo não passaria de um equívoco emocional. Ainda fui correspondida, pois foram ditas coisas a ambos, que a mim, pessoalmente me marcaram… eu sentia tudo com uma intensidade, que parecia que me sufocava!