O nosso corpo não é unicamente produto da combinação dos genes das famílias da nossa mãe e do nosso pai, mas muito mais do que isso. O corpo que usamos em cada vida traz marcas de experiências passadas, seja de encarnações anteriores ou da acumulação de vivências da vida actual. O termo que usualmente designa estes vestígios é Samskaras, palavra com origem no sânscrito, antiga língua sagrada indiana.

 

Estas marcas podem encontrar-se apenas a nível do inconsciente, mas terem igualmente uma manifestação física, por exemplo, em sinais que se encontrem na pele ou em órgãos internos. Assim, o nosso corpo é um repositório imenso de informação, um microcosmo onde se pode ler as mesmas histórias que se lêem nas estrelas. Uma memória importante que o nosso corpo guarda diz respeito ao nascimento, já que os seus episódios ficam plasmados na nossa energia.

 

Analisar mapas numerológicos

Ao analisar os mapas numerológicos de pessoas que trazem muitos desafios para a vida que vêm viver, verifica-se frequentemente que essas pessoas tiveram nascimentos difíceis, podendo fazer-se a leitura de que não queriam nascer. Ao invés, pessoas cheias de alegria de viver tiveram nascimentos rápidos e fáceis, como se a sua chegada à vida fosse genuinamente desejada para poderem viver as experiências terrenas. Todavia, se estas situações são de difícil análise pois requerem amostras significativas de pacientes para se poderem tirar conclusões com alguma validade, torna-se mais fácil analisar a energia da hora de nascimento. Se bem que esta informação não seja relevante para a construção do mapa numerológico, é interessante verificar que existe uma memória biológica ligada a essa energia. Se souber a sua hora de nascimento faça uma análise de como se sente cada vez que essa hora se repete. Há pouco tempo alguém me dizia que tinha dificuldade em se deitar antes das 2h da manhã, o que lhe dificultava o cumprimento dos horários de trabalho. Quando lhe perguntei a que horas nascera, respondeu que tinha sido a essa hora e pela primeira vez estabeleceu essa ligação.

 

Descodificação da energia da hora de nascimento

Em termos numerológicos podemos criar uma descodificação da energia da hora de nascimento, considerando apenas a hora e não os minutos, a fim de simplificar a análise e porque muitas pessoas não possuem mais do que essa informação. Eis um quadro sobre a energia que cada hora confere a quem nela nasceu:

  • 1 ou 10 – Iniciativa, autonomia, individualismo, tendência para mandar.
  • 2 ou 20 – Diplomacia, desejo de harmonia, dificuldade em se impor.
  • 3 – Alegria, criatividade, dispersão, capacidade de comunicar.
  • 4 – Teimosia, pragmatismo, desejo de estabilidade e segurança.
  • 5 – Desejo de liberdade e de aventura, impulsividade.
  • 6 – Vontade de dar e receber afecto, espírito altruísta e generoso.
  • 7 – Introversão, individualismo, tendência para perfeccionismo.
  • 8 – Gosto por mandar, desejo de acção e movimento, foco nos objectivos.
  • 9 – Desejo de paz e tranquilidade, espírito idealista.
  • 11 – Tendência para extremismos, idealismo, perspicácia.
  • 12 – Capacidade de comunicar, gosto por conviver, insegurança relacional.
  • 13 – Vontade de sonhar e realizar, imaginação e criatividade.
  • 14 – Desejo de liberdade e de impor a sua vontade.
  • 15 – Tendência à possessividade e ao controlo.
  • 16 – Desejo de partilha, gosto por saber, sensibilidade.
  • 17 – Liderança, ambição, individualismo.
  • 18 – Gosto por mandar e auto-exigência.
  • 19 – Criatividade, idealismo, autonomia.
  • 21 – Gosto por conviver, tende a deixar-se dominar.
  • 22 – Obstinação, pragmatismo, bom convívio.
  • 23 – Capacidade de comunicar, tendência à dispersão, sensibilidade.
  • 24 – Espírito prático, impaciência, disponibilidade.