Já pensou nos adolescentes com excesso de peso? No quanto o número da balança irá influenciar a construção da sua autoestima? Conheça um caso de sucesso.

 

A adolescência é já por si mesma, uma fase de mudanças físicas e fisiológicas, as quais, por vezes, poderão ser acompanhadas por excesso de peso, caso não haja cuidado com a alimentação e com a prática regular de exercício.

No entanto, neste período é difícil para o adolescente aceitar este aumento de peso, porque a aceitação pelos amigos é uma área muito forte nesta idade, podendo o excesso de peso, ser um motivo de exclusão e de diferenciação negativa.

É fundamental que haja a intervenção nesta fase, para que o excesso de peso possa ser reduzido e, deste modo, que o adolescente tenha um desenvolvimento hormonal e fisiológico com um peso adequado e uma sociabilidade positiva. No fundo, é a sua autoestima física e pessoal que estão a ser reforçadas neste momento, sendo nesta idade estruturada a base da autoestima para a sua vida futura.

 

O excesso de peso dos nossos adolescentes em números

Portugal, apesar das suas raízes de alimentação mediterrânica, demonstra um aumento dos valores de excesso de peso e de obesidade infantil e nos adolescentes, quando comparado com outros países europeus.

Em 2014, a OMS (Organização Mundial da Saúde) revelou níveis elevados de excesso de peso, sendo que na Europa, mais de 27% das crianças com 13 anos e 33% com 11 anos, têm excesso de peso. Portugal está entre os países com piores indicadores: aos 11 anos, 32% das crianças têm peso a mais. Em 2015, houve a manutenção destes números.

Mas, acima de tudo, é de salientar que estes números são resultantes da inatividade física existente entre a população adolescente e a alimentação inadequada, embora haja um consumo de produtos hortícolas e de fruta.

 

Como gerir o peso na adolescência

As regras da perda de peso na adolescência são um pouco diferentes das regras na idade adulta. O crescimento do jovem, nunca poderá ser colocado em risco, devido à gestão do seu peso. A perda de peso terá que ser gradual e sustentada.

Regras a seguir:

  • Realizar 5 a 6 refeições diárias;
  • Consumir fruta e legumes todos os dias;
  • Fazer somente uma exceção por semana;
  • Mexer-se o máximo possível (subir escadas, andar a pé, dançar, saltar à corda, fazer step, fazer zumba);
  • Andar sempre com comida atrás;
  • Se fizer exageros alimentares, compensar com exercício no dia seguinte;
  • Sempre que perder peso, compre uma peça de roupa que prove essa vitória;
  • Peça ajuda aos pais, família e amigos;
  • Pese-se somente uma vez por semana e em jejum.

A focalização na perda de peso passará por diversas fases, mas nesses momentos mais difíceis, é importante que o adolescente peça ajuda à família e aos amigos. Este tem que se sentir compreendido e aceitar que haverá dias difíceis.

O segredo está em compensar os exageros, fazendo exercício físico e acreditar que se conseguirá atingir os objetivos.

 

Artigo publicado na Zen Energy Nº 87 (edição de abril de 2016)