E SE A NOSSA RELIGIÃO FOSSE O OUTRO?


A nossa vida parou. A Terra está finalmente em paz. Já não há aviões, comboios, escolas, centros comerciais, encontros… Nem poluição. Rompeu-se o turbilhão frenético de ilusões e deveres que nos cegava, que nos impedia de nos questionarmos, que nos empurrava para a tendência de achar que tudo estava garantido.
No meio desta devastação e incompreensão procuramos respostas, causas, culpados. Mas quem culpar? Os governos? As religiões? As nossas fraquezas? A nossa ganância e ingratidão? A nossa sociedade inconsciente? O sistema económico? O vírus? Deus? Cada um de nós? Observar a nossa própria vida e os resultados dos nossos atos não é fácil. Reconhecer que somos os responsáveis por tudo o que nos acontece e conscientizar que nós mesmos somos a raiz dos nossos problemas é desafiador.
Nós não estamos bem. O nosso Planeta está mal. A nossa sociedade perdeu o Norte. Todos sofremos. Homem e mulher, rico e pobre, gordo e magro, doente e saudável. Estamos todos confinados no mesmo barco à deriva e nem temos consciência disso. Parece que não temos soluções. Será? Sempre que estivermos diante de um problema para o qual não é possível encontrar um desfecho favorável, mesmo após muito esforço, fingir que ele não existe não vai ajudar em nada.
E se isto tudo nos ajudasse a mudar de atitude? Não é a escolha mais fácil, mas proporciona-nos o maior número de opções para dar um sentido à nossa vida e ultrapassar um momento crítico, tal como descrito nestas frases mágicas do mestre Ganga White:
“E se nossa religião fosse o outro.Se nossa prática fosse a nossa vida.Se a oração fosse nossas palavras.Se o Templo fosse a Terra.E se as florestas fossem nossas igrejas.Se águas santas fossem – rios, lagos e oceanos.E se a meditação fosse nossos relacionamentos.Se o professor fosse a vida.Se a sabedoria fosse o autoconhecimento.Se o amor fosse o centro do nosso Ser.”
Elisabeth BarnardDiretora da Zen Energy
#vírus #crise #planeta #transformação #mudanca #covid19 #planeta #poluição #confinadosemcasa #de quarentena #tudovaificabem #coronavírus #fiqueemcasa #solidariedade #esperaca #coragem #otimismo #emcasa