Felizmente, no meu caminho de vida, tenho conhecido alguns desses anjos. São pessoas comuns e não têm asas; têm sim uma enorme capacidade de se doar aos outros com amor e compaixão. Onde quer que estejam, os anjos terrenos são pessoas que transmutam as energias de um espaço e levam paz aos que estão à sua volta. Os anjos terrenos são seres evoluídos espiritualmente e têm uma vibração energética muito forte. A aura é branca ou violeta e possuem uma enorme conexão com o mundo espiritual, sendo pessoas altamente sábias sem necessariamente aprenderem pelos livros. Tudo o que fazem, os anjos terrenos conseguem fazer bem e trazem com eles uma sabedoria inata que, por vezes, pode parecer arrogância aos que o rodeiam. Ficam frustrados muito facilmente, porque se sentem incompreendidos pelos demais e sentem que ninguém fala a sua linguagem, tendo por hábito isolarem-se e serem solitários. Os anjos terrenos levam uma vida normal e, provavelmente, tiveram uma infância difícil, tendo vindo à Terra programados com o momento certo do seu despertar para ajudarem os outros. Normalmente, o seu despertar espiritual é precedido de eventos altamente traumáticos e difíceis, estando o número 11 (portal angélico) muito presente nas suas vidas.

Interprete os sinais
É um facto que todos somos seres espirituais, mas todas as almas têm graus de evolução diferentes e as suas missões também são diferentes.
Os anjos terrenos são o símbolo de paz, amor e luz na Terra. Contudo, há que ter bem claro que os anjos terrenos também trazem os seus desafios e não são seres perfeitos. Também cometem erros e têm as suas aprendizagens.
A diferença é que ser um anjo terreno é como trabalhar diretamente para Deus ou para o Universo: o objetivo deste trabalho é ajudar os outros, espalhar bondade, ter compaixão e fazer a diferença ao cultivar a luz e o amor no coração dos homens.

 

Eis alguns sinais de que poderá ser um anjo terreno:

1. Tem sempre uma ideia ou solução para ajudar os outros;
2. As pessoas tendem a procurá-lo para desabafar;
3. Procura aperfeiçoar as suas ações;
4. Raramente pede ajuda aos outros, pois sabe que é o pilar;
5. É uma pessoa insegura nas relações;
6. As pessoas sentem-se com mais energia só de falarem consigo;
7. Aceita os outros tal como são;
8. Tenta ver sempre o lado positivo da vida e das pessoas;
9. Tem um talento inato para as artes e para a cura;
10. Não tem jeito para gerir ou ter responsabilidades
e burocracias;
11. Durante a infância foi diagnosticado com défice de atenção ou outro distúrbio cognitivo;
12. Não suporta ver ninguém a sofrer e atrai muitas pessoas em sofrimento e a precisar de transmutar energia;
13. Evita o confronto com pessoas conflituosas ou discussões;
14. É uma pessoa insegura e procura a aprovação dos outros, ainda que as pessoas o vejam como uma personalidade forte;
15. Muitas vezes é incompreendido pela própria família;
16. Tem dificuldade em se manter enraizado;
17. Passa muito tempo a esquecer as coisas e com a sensação de estar na lua;
18. Não é uma pessoa competitiva nem ambiciosa.
Pelo contrário, gosta de trabalhar sozinho;
19. Tem tendência a sentir as coisas mais intensamente, com muita emoção e sensibilidade;
20. Cuida mais dos outros do que de si;
21. Precisa de muito contacto com a natureza, pois estar
no meio urbano pode desestabilizá-lo por completo;
22. Lugares como pubs, shoppings, discotecas, restaurantes ou lugares com muitas pessoas são insuportáveis para si;
23. Teve uma infância com poucos amigos e sentia-se diferente;
24. Tem uma relação difícil e pouco próxima com pais e irmãos;
25. Pessoas que mal conhece ou desconhecidos contam-lhe coisas incríveis das suas vidas;
26. Parece mais jovem do que realmente é;
27. Tem um profundo sentimento de que veio ao mundo para ajudar os outros;
28. Tem uma saúde frágil e fica facilmente doente;
29. Atrai parceiros difíceis e que não sabem valorizá-lo;
30. Sente-se muitas vezes perdido e com vontade de voltar para “casa”;
31. Consegue comunicar com guias, anjos e santos.